Conecte-se Conosco
 

Mulher

O que é saúde da mulher? Conheça seus principais cuidados

Publicado

em

A saúde da mulher é uma pauta que vem ganhando força ao longo dos anos. Nesse sentido, a edição 2019 da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), feita pelo IBGE, mostrou que a população feminina no Brasil neste ano era de 51,8%. Com um número maior de mulheres do que de homens, pautas como saúde da mulher, prevenção de doenças, exames de rotina e cuidados pessoais se tornaram mais recorrentes no país. Continue com a leitura desse texto para saber a fundo o que é saúde da mulher, quais cuidados são importantes e quais os principais problemas que atingem as mulheres.

O que é saúde da mulher?

O Ministério da Saúde divulgou no seu documento de Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher alguns princípios e diretrizes importantes sobre a saúde da mulher. Sendo assim, além de informar sobre o conceito de saúde da mulher, também diz como garantir bem-estar físico e emocional para a população feminina, entre outros temas. Dessa forma, segundo o ministério, saúde da mulher não é apenas o cuidado para evitar uma enfermidade, doença ou manter a qualidade do sistema reprodutivo, como se a atenção às mulheres ficasse restrita à anatomia do corpo feminino. Pelo contrário, o documento completo, elaborado em 2004, apresenta a saúde da mulher de maneira abrangente, garantindo a importância do bem-estar físico e mental. Antigamente, a preocupação com a saúde da mulher ficava muito restrita à reprodução e à gestação. De 2004 em diante, houve uma mudança de postura no Sistema Público de Saúde (SUS), a fim de criar uma rede de assistência especial às mulheres de 10 a 49 anos, que fazem parte do grupo em idade reprodutiva. A criação da Política Nacional de Atenção à Saúde da Mulher foi um passo importante no país, especialmente por chamar a atenção de toda a sociedade para temas que, antes, eram considerados tabus. Exemplos disso são a liberdade, a segurança e a saúde integral da mulher.

Qual é a importância de cuidar da saúde da mulher?

Cuidar da saúde da mulher é essencial para a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento de doenças que estão relacionadas à anatomia feminina. Além disso, essas ações também são importantes para garantir a qualidade de vida, a felicidade, o bem-estar e a liberdade de todas as brasileiras. Muito mais do que fazer o exame ginecológico preventivo e o exame de câncer de mama para rastreio anualmente, hoje existe uma atenção especial a outros aspectos que envolvem a saúde da mulher. Veja alguns dos principais tópicos abordados pelos médicos:
  • Climatério;
  • Menopausa;
  • Planejamento familiar;
  • Gestação;
  • Prevenção do câncer de colo de útero;
  • Atenção às ISTs – Infecções Sexualmente Transmissíveis;
  • Atenção obstétrica humanizada e parto seguro para mamãe e bebê.
Outra novidade, voltada para a saúde da mulher e criada em 2011, foi a Rede Cegonha, lançada pelo Governo Federal. Ela possui o objetivo de oferecer atendimento médico e bem-estar para as mamães e os bebês nos seguintes momentos:
  • Pré-natal;
  • Parto e nascimento;
  • Puerpério;
  • Primeiros anos de vida da criança.
Como muitas mulheres também puderam observar no SUS e nos consultórios particulares, foi criada a Caderneta da Gestante, para o acompanhamento da gravidez de maneira organizada e sistemática. Isso desde o pré-natal até as fases seguintes.

Quais são os principais cuidados da saúde da mulher?

Como podemos observar, para as autoridades em políticas públicas e os médicos especialistas em saúde da mulher, os cuidados para o bem-estar e qualidade de vida feminina envolvem diversos aspectos. Entre eles estão a atenção à anatomia feminina, gestação, rastreio e prevenção de cânceres mais comuns como mama e colo de útero. Suporte psicológico, nutricional e social especializados também entram nessa lista. Sendo assim é possível destacar alguns dos principais cuidados que estão inseridos no contexto da saúde da mulher, tais como:
  • Realização de exames ginecológicos de rotina;
  • Atenção especial ao câncer de mama e colo de útero;
  • Suporte nutricional para alimentação balanceada nos mais diferentes momentos da vida;
  • Suporte médico e psicológico para mulheres vítimas de todos os tipos de abusos e violências;
  • Prevenção de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão;
  • Realização regular de exercícios físicos;
  • Uso de contraceptivos de maneira segura;
  • Cuidados especiais com a higiene íntima.
Nos últimos anos, notamos o crescimento de campanhas que incentivam as mulheres a conhecerem o próprio corpo no sentido de observarem alguma alteração, em geral através do autoexame. Essas ações têm a intenção de educar as pacientes a se cuidarem de forma correta e com frequência. Caso notem a presença de nódulos, especialmente nos seios, devem procurar um médico imediatamente. Já para rastrear o câncer de colo de útero, o exame Papanicolau é feito em mulheres com mais de 25 anos de idade, que já tiveram alguma relação sexual na vida, e é realizado com frequência até os 64 anos. A mamografia é o exame mais indicado para rastrear o câncer de mama, que deve ser feito em mulheres de 50 a 69 anos a cada 2 anos ou conforme orientação médica. Isso uma vez que, nos consultórios, os médicos especialistas em saúde da mulher realizam os exames clínicos e solicitam outros testes, caso seja necessário. A prevenção do câncer de mama e do câncer de colo de útero também é feita através de um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada, prática de atividade física e uma rotina ativa e feliz. Seguir as recomendações médicas, conforme o histórico de cada paciente, também é fundamental. Uma maneira de não se esquecer de realizar os exames obrigatórios de rastreio é usando a tecnologia para fazer anotações sobre datas e agendamentos anuais. O app Zello Saúde, por exemplo, mostra quando marcar a próxima consulta ou exame.

Quais são as especialidades médicas para a saúde da mulher?

Os médicos ginecologistas continuam sendo os mais procurados para fazer o atendimento de saúde da mulher, mas também os mastologistas, oncologistas, cardiologistas, endocrinologistas e clínicos gerais. Cada profissional fica responsável por avaliar um aspecto próprio da saúde da mulher. Dessa forma, é essencial que as mulheres façam o acompanhamento com um médico de confiança, com o qual se sintam confortáveis e sejam bem atendidas. A relação médico-paciente é extremamente importante para o acompanhamento de saúde e para que seja possível realizar o diagnóstico precoce, em caso de doenças, algo fundamental para aumentar as chances de cura.

Quais são os principais problemas e doenças que afetam as mulheres?

Com relação ao câncer, existe uma grande preocupação com o câncer de mama nas mulheres, já que este é o tumor mais comum encontrado nas pacientes. Além disso, os médicos especialistas em saúde da mulher também alertam para HPV e câncer de colo de útero. Outros problemas de saúde femininos que são bastante comuns e afetam um grande número de mulheres são:
  • Síndrome do ovário policístico,
  • Cistite e infecção urinária,
  • Distúrbios da tireoide, como hipotireoidismo,
  • Endometriose,
  • Corrimentos vaginais,
  • Infecção urinária,
  • Osteoporose,
  • Mioma uterino,
  • Depressão.
Passar em consultas regulares com o médico e realizar check-ups anuais são formas de conservar a saúde e prevenir muitos desses problemas. O aplicativo Zello unifica todo o seu histórico de consultas e vacinas. Faça o teste grátis do app aqui:


Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Continue Lendo

Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading

Iniciar Conversa
Oi, Sejam bem vindo(a) a nossa TV!
Olááá! Obrigado por assistir a TV CRIAR !!!