Conecte-se Conosco
 

Brasil

Emissora reforça segurança de Bonner e Renata Vasconcellos

Publicado

em

Em dias de folga, outros âncoras terão também segurança redobrada. Reforço vem após liberação de siglas de facções nos telejornais

Por Alessandro Lo-Bianco / IG

A segurança do âncora do Jornal Nacional e da sua colega de bancada Renata Vasconcellos foi reforçada a pedido da emissora. Outros âncoras que sejam escalados para substituir os dias de folga dos jornalistas também terão o reforço de segurança prestado pela emissora para chegar e sair do canal.

De acordo com fontes dos canal, a medida foi tomada após a emissora liberar para os telejornais a autorização para que as siglas referentes às facções criminosas sejam faladas durante as reportagens

A norma editorial para não citar as silgas ainda é adotada por alguns veículos de comunicação. A norma – que outrora já foi adotada por todos os veículos – buscava não dar cartaz para as facções além de proteger os colaboradores envolvidos com a notícia.

Entretanto, após muitas discussões internas, a direção da emissora entendeu que não identificar as fações colocaria em dúvida a autoria de diversos crimes que são pautas discutidas na programação do canal, principalmente envolvendo brigas entre facções.

A segurança – principalmente de Willian Bonner e Renata Vasconcellos – é um dos principais focos de atenção do canal. Renata quase foi feita refém por um rapaz que invadiu as dependencias da emissora nas instalações do Jardim Botânico atrás da jornalista. Na ocasião, uma repórter do Jornal Nacional foi feita refém e a polícia precisou entrar para negociar a rendição do jovem. Além disso, o reforço na segurança dos âncoras do JN já havia também passado por um esquema de revisão por causa da cobertura das eleições presidenciais.

Continue Lendo
Iniciar Conversa
Oi, Sejam bem vindo(a) a nossa TV!
Olááá! Obrigado por assistir a TV CRIAR !!!