Conecte-se Conosco
 

Dengue

DF terá hospital de campanha para tratar casos de dengue

Publicado

em

A unidade de saúde ficará sob responsabilidade da Aeronáutica. Local e data para a instalação ainda não foram definidos

Por Bernardo Lima  — Brasília

O governo do Distrito Federal (DF) anunciou, na manhã desta quinta-feira, a instalação de um hospital de campanha para tratar os casos de dengue. O comunicado foi feito diante de uma escalada da doença na região, que é a unidade federativa com a maior incidência de casos.

O hospital de campanha estará sob responsabilidade da Força Aérea Brasileira (FAB), que fornecerá militares para compor a equipe da unidade de saúde.

A medida foi anunciada pelo secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, em entrevista coletiva nesta quinta.

— O GDF (governo do Distrito Federal) sozinho não consegue enfrentar essa questão da dengue — disse o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do DF, Pôr do Sol e Sol Nascente, a 30 quilômetros do centro de Brasília, são as regiões com maior concentração de registros da doença na capital, e acumulam 40% dos casos prováveis.

O local e a data para instalação da unidade de saúde ainda não foram definidos. A decisão final caberá ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

O governo ainda contratará 300 caminhões de limpeza e 10 carros para pulverização do “fumacê”.

Com os números da dengue crescendo por todo o país, o Distrito Federal é a unidade de Federação com maior incidência da doença — 1.108,8 casos a cada 100 mil pessoas — , e conta até com a ajuda de militares do Exército treinados para atuar no combate ao mosquito transmissor do vírus.

Os números refletem uma alta nacional, que preocupa autoridades. Foram 232.990 casos identificados no país nas quatro primeiras semanas epidemiológicas de 2024, período que foi até o último dia 27, segundo dados do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde, consultados nesta quarta-feira. No mesmo período em 2023, foram registrados 65.366, o que revela um crescimento de 252% da doença.

Continue Lendo
Iniciar Conversa
Oi, Sejam bem vindo(a) a nossa TV!
Olááá! Obrigado por assistir a TV CRIAR !!!