Conecte-se Conosco
 

Homelia Diária

26/06/2023 – Use a medida do acolhimento para ajudar os irmãos

Publicado

em

“Não julgueis e não sereis julgados, pois vós sereis julgados com o mesmo julgamento com que julgardes; e sereis medidos com a mesma medida com que medirdes” (Mateus 7,1-2).
Jesus, no Evangelho de hoje, nos faz o convite para voltarmos o nosso olhar para o nosso interior. Ele nos pede para termos essa coragem de examinarmos a nossa própria vida, a nossa conduta, as nossas atitudes, o nosso proceder. Ou seja, Jesus nos pede para corrigirmos a nossa própria vida antes de querermos corrigir os nossos irmãos. E para isso, a primeira coisa que nós devemos fazer é deixar de olhar os erros alheios. Por mais que os erros dos nossos irmãos sejam escandalosos, e quase sempre atraia a nossa atenção, Jesus nos ensina, hoje, que não cabe a nós julgá-los, não cabe a nós exercer o papel de juízes dos nossos irmãos. Pois nós também somos frágeis e estamos sujeitos aos mesmos erros, e — até digo mais — estamos sujeitos a errar mais que os nossos irmãos. Quem se torna juiz do seu irmão acaba se escondendo por trás de uma falsa perfeição às suas próprias faltas. E quem não é capaz de corrigir a si mesmo não tem o direito de corrigir o seu irmão.

A nossa medida precisa ser a medida da misericórdia e do desejo sincero de ajudar os nossos irmãos

A Palavra de Deus nos diz hoje: “Hipócrita, tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão”. Quem mede os irmãos com a medida do julgamento será medido com essa mesma medida. Por isso Jesus nos ensina a olhar o nosso interior. Ele nos ensina a fazer uma varredura naquilo que realmente somos. Se fizéssemos isso, de vez em quando, não faríamos tantos julgamentos errôneos, não iríamos criticar tanto as faltas alheias, não iríamos apontar somente os erros dos outros, sem antes ver os nossos. Antes de tudo, veríamos primeiro os nossos erros e iríamos nos esforçar em corrigi-los. Essa palavra: “Sereis medidos com a mesma medida com que medirdes”, ela não é uma ameaça de Deus, porque Ele é misericordioso e não paga com a mesma moeda. Mas é, sim, a lei natural. Tudo aquilo que nós plantarmos, iremos colher; tudo aquilo que nós semearmos, é aquilo que nós iremos colher. Por isso a nossa medida precisa ser a medida da misericórdia, do acolhimento, do aconselhamento e do desejo sincero de ajudar os nossos irmãos a saírem do seu erro e do pecado. Essa deve ser a nossa medida, porque a mesma medida com que medirdes, vós sereis medidos. Desça sobre você a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Bruno Antônio

  Sacerdote da Comunidade Canção Nova.


Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Continue Lendo

Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading

Iniciar Conversa
Oi, Sejam bem vindo(a) a nossa TV!
Olááá! Obrigado por assistir a TV CRIAR !!!