Conecte-se Conosco
 

Homelia Diária

11/07/2023 – Não deixe o maligno interferir na comunicação de sua vida

Publicado

em

“Naquele tempo, apresentaram a Jesus um homem mudo, que estava possuído pelo demônio. Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar. As multidões ficaram admiradas e diziam: ‘Nunca se viu coisa igual em Israel’. Os fariseus, porém, diziam: ‘É pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios’” (Mateus 9,32-34)
Bem, meus irmãos e irmãs, trouxeram-Lhe um homem mudo, um “anthropos” (em grego), um homem, um ser humano que tem, por natureza, a comunicação. O homem é, por natureza, um ser capaz de se comunicar, de dar de si para o outro e receber o que o outro tem a oferecer como um dom. Por natureza, o homem é comunicação — comunicação de dons e de graças. E acrescenta dizendo que ele era mudo “kophos” (em grego), daqui deriva a palavra “cacofonia” (no português), que a gente tem que é um som desagradável e sem harmonia, quando uma palavra se junta a outra e produz um som desagradável aos ouvidos. Então, tudo isso estava presente na vida desse homem, um problema na sua comunicação, uma falta de harmonia, uma falta de capacidade de comunicar aquilo que ele era. E acrescenta ainda mais: estava possuído pelo demônio. O demônio, a gente sabe, foi o mestre do homem no paraíso, para que o homem perdesse a sua comunicação com Deus. Isso é importante dizer! Porque, naquela ocasião, o homem, ouvindo o demônio, torna-se surdo à voz de Deus, torna-se mudo também porque não quer mais falar com Deus, não quer mais entrar em diálogo com Ele.

O demônio causa, no coração do ser humano, essa perturbação na comunicação

Então, o que nós vemos aqui é a repetição de uma história muito velha: o demônio causa no coração do ser humano essa perturbação na comunicação. Tanto que o seu nome depois, “diabolus” — aquele que divide —, é justamente para causar esses ruídos de comunicação, essas perturbações entre os seres humanos. E o demônio foi expulso daquele homem, e ele começou a falar. Vemos aqui, na sequência, algumas reações. Uns admirados diziam: “Nunca se viu coisa igual”; e os fariseus diziam: “É pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios”. Que língua maldita, às vezes, se esconde dentro de nós! Quantas vezes, quando escutamos um elogio de alguém, queremos logo fazer um comentário para diminuir aquela pessoa pela inveja que habita dentro de nós. Quando ouvimos falar mal de alguém, corremos logo para acrescentar alguma coisa para que a fama daquela pessoa seja arruinada através da fofoca e da maledicência. Quantos mudos ainda no meio de nós! Mudos de uma boa palavra, de um elogio, de um louvor. Que Deus possa nos libertar desses males que nos afetam! É tão interessante que o santo que nós celebramos hoje, São Bento, quiseram envenená-lo duas vezes, quiseram calar a sua voz muitas vezes. Por isso devemos cuidar do veneno que está presente na nossa língua e que é capaz de atrapalhar a comunicação entre nós, entre a família e o ambiente de trabalho. Peçamos ao Senhor que nos liberte e nos faça comunicadores do Evangelho, comunicadores da Boa Nova. Desça sobre vós a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Donizete Ferreira

  Sacerdote da Comunidade Canção Nova.


Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Continue Lendo

Descubra mais sobre TV Criar Entretenimento

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading

Iniciar Conversa
Oi, Sejam bem vindo(a) a nossa TV!
Olááá! Obrigado por assistir a TV CRIAR !!!